Os benefícios de pular corda: atividade é aliada do emagrecimento

0
1253
benefícios de pular corda

De brincadeira de criança a passatempo divertido, pular corda também é um exercício aliado da saúde e do emagrecimento, já que é possível perder até 300 calorias em 30 minutos praticando a atividade física. Confira, a seguir, quais são os principais benefícios de pular corda e tire todas as suas dúvidas sobre a modalidade:

Os benefícios de pular corda

Por ser uma atividade aeróbica, um dos grandes benefícios de pular corda é a melhora do condicionamento físico e, com isso, o alto gasto calórico. Outros benefícios são: melhora da coordenação, agilidade e resistência. Também ajuda a tonificar pernas, glúteos e abdômen.

Pular corda ajuda a emagrecer? E a ganhar massa muscular?

“Sem dúvida nenhuma, este exercício é uma ótima alternativa para o gasto calórico, proporcionando, assim, a perda de peso — um dos maiores benefícios de pular corda — e o tônus muscular”, explica Alessandro Brufato, gerente técnico da Bio.  

Já para o ganho de massa magra (hipertrofia) essa atividade não é a mais indicada, já que que para haver hipertofria existe a necessidade de trabalhos com sobrecarga.

Como incluir a atividade na rotina de exercícios físicos?

A corda pode entrar na rotina de treino como um aquecimento para um trabalho muscular e, conforme a evolução física do aluno, pode ser colocada como opção principal de treino cardio”, escale Alessandro.

Iniciantes podem pular corda? E pessoas com limitações físicas?

De acordo com o professor, pessoas iniciantes ou sedentárias, antes de iniciar o trabalho com a corda, devem fazer exercícios educativos e coordenativos para entender a mecânica do movimento. 

A atividade, no entanto, não é indicada para pessoas com problemas articulares em membros inferiores, gestantes, obesos e idosos, já que existe o risco de danos aos tornozelos, joelhos e quadril por se tratar de um exercício de alto impacto.

De qualquer forma, o indicado é  consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física.

Quantas vezes por semana é indicado pular corda?

O trabalho com corda deve ser introduzido de maneira gradual na rotina do aluno, podendo chegar até três vezes por semana em dias alternados, para não sobrecarregar as articulações e os músculos.

Como pular corda?

“O que ocorre ao pular corda são variações de passagem da corda por baixo dos pés e o cruzamento da mesma durante a execução”, explica Alessandro. 

Sendo assim, ao iniciar, o aluno deve dar pulinhos baixos e saltar somente quando a corda estiver passando perto dos pés.  “A postura é muito importante: mantenha a coluna ereta, olhe para a frente e contraia a musculatura abdominal”, diz ele.

Também é importante lembrar de “aterrissar” com as pontas dos pés no chão, evitando a sobrecarga do calcanhar (o que pode, posteriormente, prejudicar os joelhos, e de dobrar levemente as pernas, evitando a hiperextensão dos membros inferiores.

Que tal unir a atividade a um treino de musculação na Bio? Marque já seu horário clicando aqui!