“Conheci meu marido na Bio Ritmo”: Ana Cristina conta sua história de amor

0
207

O amor pode acontecer onde a gente menos imagina, inclusive em lugares que visitamos com frequência, como a academia. Foi o que aconteceu com Ana Cristina de Mesquita, colaboradora da Bio Ritmo, que conheceu seu marido, Marcos Furlanetto na unidade Santo André. Neste caso, no entanto, o local era o ambiente de trabalho de ambos.

“Minha mãe era cliente da unidade e comecei a vir treinar com ela. Duas semanas depois, surgiu uma vaga para recepcionista. Passei por todo o processo e fui contratada. O Marcos entrou um pouco depois de mim, para dar aulas de musculação”, contou.

Como trabalhavam em turnos diferentes (ela, de manhã, e ele, à noite), era raro que se encontrassem. Porém, passados seis anos, ela começou a faculdade de Odontologia e teve que mudar seu expediente para o turno noturno. Assim, eles começaram a ter mais contato, com ele sempre a auxiliando com dicas para seus treinos, e o interesse foi naturalmente acontecendo.

Ana Cristina e Marcos se conheceram na Bio Ritmo e estão casados há dois anos

“Foram quatro meses saindo e nos conhecendo melhor, sempre colocando o profissionalismo em primeiro lugar. Depois disso, oficializamos para todos e começamos a namorar. Era tudo perfeito, eu tinha o emprego dos sonhos e ainda conheci a pessoa que iria mudar minha vida. Conversamos muito na época para que nossa vida pessoal não interferisse no trabalho, pois tínhamos planos de crescimento dentro da Bio”, explicou Ana.

Crescimento pessoal e profissional

Depois de um ano e cinco meses de namoro, ela, que já tinha uma filha de quatro anos, Luiza, de outro relacionamento, descobriu que estava grávida. “Quando dei a notícia para o Marcos, ele a recebeu com um imenso sorriso no rosto e disse, com os olhos cheios de lágrimas, que sempre quis ser pai. Nos casamos alguns meses depois e continuei trabalhando na recepção durante toda minha gestação, foi a melhor época”.

Ana e Marcos estão casados há 2 anos e o fruto do relacionamento, Leonardo, tem hoje um ano e cinco meses. De recepcionista, ela passou a assistente de sua unidade e já está há nove anos na Bio. “Me sinto grata demais, pois aqui me transformei como profissional, pessoa, conheci o meu amor e tive o meu príncipe, tudo graças à Bio. Talvez, se não tivessem existido todas essas oportunidades, não estaria tão feliz e completa como hoje”, finaliza.