Ficar sem treinar por uma semana diminui a saúde mental

0
617
saúde mental

Apenas uma semana de inatividade física é o suficiente para diminuir a saúde mental, de acordo com um estudo recente realizado no projeto Mind Race, experimento global da empresa de artigos desportivos ASICS. 

Como a pesquisa foi feita

Para realizar o estudo, 50 praticantes regulares de atividade física — entre eles, dois brasileiros —deixaram de lado suas rotinas normais de condicionamento físico durante uma semana. A intenção da pesquisa era medir o que acontece no cérebro quando pessoas ativas param de se exercitar por sete dias.

Para isso, o Dr. Brendon Stubbs, da King’s College London, referência global em pesquisas ligadas ao esporte e saúde mental, monitorou as pontuações do estado mental dos participantes, todos saudáveis. Os voluntários responderam questionários online enviados pelo Dr. Stubbs ao final de cada semana do estudo, além de também utilizarem a plataforma Mind Uplifter (ferramenta que mapeia o impacto do esporte na mente dos praticantes) após cada sessão de atividade física, bem como durante dois períodos diferentes da semana em que não poderiam se exercitar. 

As pontuações foram calculadas por meio do “State of Mind”, índice desenvolvido pela marca para mostrar o impacto da falta de movimento na saúde mental.

+ Leia também: 9 maneiras de aliviar o stress do dia a dia

Resultados

Com a inatividade física, o bem-estar cognitivo e emocional dos participantes foram impactados. Quando pararam de se movimentar, sua confiança caiu 20%; a positividade reduziu 16%; os níveis de energia caíram 23% e a capacidade de lidar com o estresse diminuiu em 22%.

Os resultados foram semelhantes a uma semana de sono interrompido, com aumento de 23% nos pensamentos acelerados. Além disso, a pontuação geral do estado mental dos voluntários caiu em média 18%. De 68 pontos — de um máximo de 100, quando fisicamente ativos — para apenas 55 ao pararem de se exercitar.

Uma boa notícia: 15 minutos diários de atividade física já elevam a saúde mental 

Quando voltaram a se exercitar, os participantes foram monitorados e notaram melhorias imediatas na saúde mental — mostrando que os efeitos negativos da inatividade podem ser revertidos rapidamente. 

O Dr. Stubbs também analisou dados de milhares de voluntários que participaram do estudo Uplifting Minds, da ASICS, desde junho de 2021, que usa tecnologia semelhante ao eletroencefalograma (EEG) e consegue capturar o impacto do exercício físico no estado de espírito das pessoas. Com base em diversos dados, ele constatou que apenas 15 minutos e 9 segundos diários de atividade física já conseguem afetar significativa e positivamente nossa saúde mental.

Agora que você já sabe o impacto da atividade física na saúde mental, que tal treinar marcar seu treino na Bio? É só clicar aqui. 😉